Você está em:

Festival Música nas Montanhas chega à 20ª edição

Ao todo, 28 concertos gratuitos apresentam grandes nomes da cena erudita e instrumental

A partir de 10 de janeiro, Minas Gerais sedia um dos maiores festivais de música erudita do País. Em edição comemorativa de 20 anos, a bela Poços de Caldas (MG) é cenário do Festival Música nas Montanhas (FMM). O evento reúne músicos de todo o Brasil e exterior, transformando a estância mineira na capital nacional da música erudita. O festival tem início com o Encontro Nacional de Canto, reunindo grandes artistas nacionais e internacionais. A grade de oficinas e concertos segue até o dia 19,homenageando professores e ex-alunos junto a orquestras e dentro de uma rica programação camerística. Com espetáculos noturnos diários, sempre às 20h30, no Teatro Municipal da Urca – além de concertos em diversos pontos da cidade em horários alternativos – a entrada nos espetáculos é gratuita.

O Festival tem sido considerado uma referência nacional e utilizado como modelo para a realização de festivais em todo o país, graças a seu caráter de disseminação da música clássica.

De acordo com a diretora administrativa do evento, Raquel Mantovani, o reconhecimento tão significativo é um saldo que surpreende a todos os envolvidos e coroa-se nestas duas décadas de FMM.

“Celebrando 20 anos de um dos mais expressivos e importantes festivais do país, o Música nas Montanhas está com uma programação artística espetacular. Teremos como destaque o renomado pianista poços-caldense, Flávio Augusto, que nos brinda com o concerto “50 tons de Chopin”. A música clássica se encontra também com a fina flor do popular, com a participação dos mestres do choro, Dinho Nogueira & Zé Barbeiro e o grupo Araçá, no concerto de abertura com a Orquestra do Festival. Nossa aguardada programação traz ainda nomes como o do espanhol Aldo Mata e dos grandes instrumentistas Cármelo De Los Santos, Marcos Machado, Ney Fialcow, Betina Stegmann, Elisa Fukuda, Marcelo Jaffé, dentre outros ícones da música clássica, que brindam Poços de Caldas com uma agenda vasta de oficinas e concertos, todos gratuitos”, informou.

FMM

O Festival já recebeu estudantes de todas as regiões do Brasil, com forte presença do nordeste brasileiro, além de países como Chile, Estados Unidos, Peru, Bolívia, Uruguai, França e Vietnã, com músicos atraídos pela qualidade do evento e a grade de oficinas voltadas a todos os instrumentos orquestrais e ao canto. Em duas décadas, o FMM quadruplicou seu quadro de professores e teve a procura de alunos multiplicada por 10, desde sua primeira edição, em 2000.

Com o objetivo de ampliar o acesso das pessoas à música erudita, toda a programação de concertos é gratuita e, além de espaços inusitados, como hospitais e zona rural, o evento promove espetáculos em teatros e centros culturais, sempre com programas que chamam a atenção pela exímia qualidade e execução, das formações orquestrais à música de câmara.

Segundo a diretora administrativa do evento, o Festival tem contribuído também de forma clara para a formação de músicos, dentro e fora do país, ressaltando a oferta de bolsas internacionais na École Normale de Musique de Paris, que já premiou dezenas de estudantes através do festival.

AGENDA

Serão 28 concertos gratuitos, ressaltando músicos consagrados dentro e fora do Brasil. Os concertos dividem-se em quatro séries: Acadêmicos, Especiais, série Museu e Instituto Moreira Salles (IMS), além da Série Noturna.

Para o espetáculo de abertura do Encontro Nacional de Canto, nesta quinta-feira (10), o Festival recebe o Accento Trio, apresentando a soprano Susan Ruggiero, o flautista Danilo Mezzadri e Ney Fialkow, ao piano. O programa traz obras de Maurice Ravel (1875-1937), Franz Schubert (1797-1828), Albert Roussel (1869-1937), Giacomo Puccini (1858-1924), François Borne (1840-1920) e Adolphe Adam (1803-1856). O espetáculo ocorre às 20h30, no Teatro da Urca e pede-se a chegada com antecedência para a garantia de lugares.

O FMM oferece cursos para todos os instrumentos que integram a orquestra sinfônica, banda sinfônica, canto, coro sinfônico, coro infantil, piano, percussão, além de lançamentos de livros didáticos e uma agenda de espetáculos de alto nível, aberta ao público. Por essa forte característica inclusiva, o evento quebra fronteiras e não apenas salas de concerto são palco das apresentações, mas asilos, hospitais, instituições de caridade e até mesmo a zona rural.

PROGRAMAÇÃO

Promoção da Prefeitura Municipal de Poços de Caldas e produção da Piu Mosso, o Festival Música nas Montanhas é enquadrado nas leis de Incentivo à cultura de Minas Gerais e Rouanet e conta com o patrocínio do Grupo DME, além de co-patrocínio das empresas Curimbaba e Togni S/A. A programação completa da 20ª edição do evento pode ser acessada no www.festivalmusicanasmontanhas.com.br

Direção Artística

Quem assina a direção artística do FMM é o maestro Jean reis. Mestre em Música pela Andrews University e University of Redlands em Regência Orquestral e Violino, Reis esteve à frente da Orquestra Arpeggione (Áustria), Mont Blanc Chamber Orchestra (França), Banda Sinfônica da Cidade de Buenos Aires, Orquestra Filarmônica de Mendoza, Northwest Florida Ballet, Northwest Florida Symphony Orchestra,  Sinfonia Gulf Coast, University of New México Symphony Orchestra and Choir, Orquestra Sinfonia Cultura, Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo, Orquestra de Câmara Eleazar de Carvalho, Orquestra Sinfônica de Campinas, University of North Dakota String Orchestra, University City Symphony em Missouri, Ho Chi Minh City Ballet Symphony Orchestra and Opera (HBSO – Vietnã)  e  no concerto de abertura do Premier Orchestral Institute em Jackson nos EUA.

Reis também assina a direção artística e rege as orquestras do circuito de festivais realizados em quatro estados brasileiros: Festival Música nas Montanhas (Poços de Caldas – MG), Festival Internacional de Música de Bauru (Bauru-SP), Festival Internacional Música na Serra (Lages-SC), Festival Internacional Música no Pampa (Bagé-RS) e Festival Internacional de Música de Ivoti (Ivoti-RS), em mais de 60 festivais realizados.

Por sua atuação na cultura, foi agraciado com o título de Cidadão Poços-caldense e recebeu, da Sociedade Brasileira de Artes, Cultura e Ensino, a Ordem do Mérito Cultural “Carlos Gomes”, no grau de Comendador – a mais alta distinção honorífica concedida, por seus méritos em favor da música sendo, ainda, homenageado com a medalha Cinquentenário das Forças de Paz do Brasil, outorgada pela Associação Brasileira das Forças Internacionais de Paz da ONU. Reis assinou a direção artística dos festivais: Internacional de Canto de Curitiba (FICC), de Ópera do Paraná; Internacional de Música de Maranguape, Internacional de Música de Maringá; Internacional de Canto e Cordas de Aracajú; Internacional de Música do UNASP-SP e Brasil Instrumental Andradas.

 

texto e fotos: Engenho de Cultura Comunicação

 

 

Telefone

(35) 3697-5000

Endereço

Avenida Francisco Salles, 343, Poços de Caldas - 37701-013

Funcionamento

09:00 às 18:00h de seg. a sex.

ÓRGÃO RESPONSÁVEL

Secretaria Municipal de Comunicação Social