Você está em:

Trabalho de Poços é discutido em Fórum Internacional de Saúde Mental

Fórum Internacional Saúde Mental 2

Acompanhamento multidisciplinar oferecido como suporte às equipes de Atenção Básica foi apresentado em evento em São Paulo

“A Contribuição do Matriciamento para os Atendimentos de Portadores de Transtornos Mentais na Atenção Básica”, este foi o tema do trabalho de Poços, selecionado para apresentação no I Fórum Internacional de Novas Abordagens de Saúde Mental Infanto Juvenil, promovido pelo Cenat – Centro Educacional de Novas Abordagens Terapêuticas, nos dias 13 e 14 de abril, em São Paulo, SP.

O estudo de natureza quantitativa e qualitativa é uma análise da vivência dos enfermeiros quanto ao acolhimento, atendimento e acompanhamento de pacientes da Saúde Mental nas equipes de Estratégia de Saúde da Família de Poços. A coleta de dados incluiu a aplicação de questionário a 41 profissionais da Atenção Básica.

A Secretaria Municipal de Saúde foi representada no evento, pela coordenadora da Vigilância Sanitária, Rosilene Faria, também docente do curso de Enfermagem da Faculdade Pitágoras. “É muito importante ressaltar que este trabalho só foi possível graças a possibilidade dada ainda no ano passado, quando conversei com o secretário de Saúde, na época, o doutor Mosconi e ele colocou todo o serviço a nossa disposição, entendendo a importância do trabalho. Na apresentação em São Paulo, profissionais de outras cidades ficaram admirados com este trabalho de matriciamento feito em Poços e isso só nos mostra que nós precisamos valorizar o que fazemos aqui”, comentou Rosilene.

Matriciar é dar continuidade no tratamento, por meio de estudos de caso que visam refletir sobre como trabalhar com os portadores de transtornos mentais, por meio da rede de cuidado. O matriciamento da saúde mental em Poços, tem equipe multidisciplinar do CAPS – Centro de Atenção Psicossocial II e Álcool e Drogas, que percorrem as unidades de Atenção Básica, para conversar com as equipes sobre os pacientes de cada área.

A pesquisa apresentada foi feita pela enfermeira Flávia Cristina Paulino, durante o último ano dela como estudante universitária. “Foi uma grande honra ter tido esse trabalho escolhido para participar do Fórum e além disso, poder contribuir para o município de Poços nessa área da saúde mental, que é pouco divulgada ainda”.

“Iniciativas que envolvam a troca de experiências, esse compartilhamento, são ações que sempre terão apoio na nossa gestão e é motivo de muita alegria saber que Poços tem sido referência para outros municípios”, afirmou o secretário de Saúde, Flávio Togni de Lima e Silva.

A Rede de Atenção Psicossocial – RAPS, em Poços, é composta por duas unidades do CAPS – o Girassol e o AD – Álcool e Drogas; o NASF – Núcleo de Atenção de Saúde da Família, as UBSs – Unidades Básicas de Saúde; o pronto-atendimento do Hospital Margarita Morales e da UPA e o Hospital Santa Lúcia.

Telefone

(35) 3697-5000

Endereço

Avenida Francisco Salles, 343, Poços de Caldas - 37701-013

Funcionamento

09:00 às 18:00h de seg. a sex.

ÓRGÃO RESPONSÁVEL

Secretaria Municipal de Comunicação Social