Você está em:

UBS Cascatinha forma mais uma turma do Programa Antitabagismo

Maria Antonieta com a equipe de saúde: depois de 30 anos, ela conseguiu parar de fumar

“Estou vivendo livre de muita coisa. O cigarro faz falta, não é fácil, mas é bem melhor sem ele. Todos desta equipe de saúde fazem um trabalho excelente, sem eles eu tenho certeza de que não teria conseguido”, declarou toda feliz, a publicitária Maria Antonieta Carneiro, 51. A satisfação faz todo sentido, afinal, ela está entre os participantes que concluíram a participação no Programa Antitabagismo, na Unidade Básica de Saúde da Cascatinha e conseguiu interromper o hábito, depois de 30 anos, fumando um maço por dia.

No encontro de encerramento, os pacientes receberam certificado e confraternizaram com a equipe de saúde, composta pelos agentes comunitários: Marcelo Guimarães, Camila Prado e Juliana Damião; o médico Lucas Guimarães e a enfermeira Isabelle Lima. “Normalmente começamos com dez pessoas mas ao longo do caminho, algumas vão desistindo. Encerramos este com três pessoas que conseguiram parar de fumar e isso é sempre muito gratificante. Todo novo grupo de tabagismo é um desafio pra gente, porque são pessoas de perfis diferentes e cada encontro nos dá subsídios para a realização do próximo”, comentou Isabelle.

Nos últimos dois anos já foram quatro grupos realizados na unidade e nove pacientes conseguiram parar de fumar, por meio deste trabalho. Um novo grupo deve ser iniciado na Cascatinha, no final de janeiro. “É muito importante que os interessados deixem o nome aqui na lista de espera, para entrarmos em contato, fazermos uma triagem e fecharmos mais um grupo”, explicou a enfermeira. Os interessados em participar do Programa Antitabagismo devem procurar a unidade básica de saúde mais próxima de casa. Para os moradores atendidos nas UBSs Centro, Country Club e São Jorge, o Programa Antitabagismo funciona na Policlínica Central.

Programa
No início de 2018, as equipes de saúde participaram de capacitações com definição de cronograma para oferta do Programa em cada unidade. “Tivemos um resultado muito positivo este ano, com esta organização. O ideal é que este atendimento seja oferecido na Atenção Básica, dando ao paciente acesso ao serviço, perto de onde ele mora e com assistência da equipe que conhece a realidade de cada região da cidade”, avaliou Camila Bacelar, coordenadora da Divisão de Atenção Básica.

Em Poços, a taxa de cessação do tabaco pelo Programa é de 80%”, levando em conta os pacientes que concluem o tratamento. Desenvolvido de forma descentralizada, nas Unidades Básicas de Saúde de Poços, o Programa Antitabagismo, é estruturado pelo Ministério da Saúde, com metodologia baseada em consenso do INCA – Instituto Nacional de Câncer.

O atendimento é feito por meio de Terapia Cognitiva Comportamental, com multidisciplinaridade de profissionais da ESF – Estratégia de Saúde da Família e do NASF – Núcleo Ampliado de Saúde da Família. Cada paciente é avaliado e participa de encontros que no primeiro mês são semanais e nos dois meses seguintes, acontecem quinzenalmente. Quando necessário, de acordo com cada caso, o paciente também recebe o medicamento ou o adesivo de nicotina.

Pacientes e profissionais de Saúde no encerramento do grupo do Programa Antitabagismo, na UBS Cascatinha

Telefone

(35) 3697-5000

Endereço

Avenida Francisco Salles, 343, Poços de Caldas - 37701-013

Funcionamento

09:00 às 18:00h de seg. a sex.

ÓRGÃO RESPONSÁVEL

Secretaria Municipal de Comunicação Social