Você está em:

Prefeitura monitorou mais de 3.740 árvores na área urbana este ano

A Secretaria de Serviços Públicos realiza periodicamente o monitoramento preventivo da arborização urbana. No dia do acidentes, 8 espécies haviam sido substituídas na av. João Pinheiro

A queda de uma árvore na avenida João Pinheiro no final da tarde de ontem, quinta-feira (3), foi o primeiro caso registrado com vítimas este ano em Poços de Caldas. A Secretaria Municipal de Serviços Públicos (SMSP), informa que realiza periodicamente o monitoramento preventivo da arborização urbana, tanto que no dia do acidente oito espécies haviam sido substituídas na mesma via. Ainda, de janeiro a novembro de 2020 foram realizados 3.741 serviços de manutenção e intervenções necessárias em espécies vegetais em várias regiões.

O secretário da SMSP, Paulo César Silva, esclarece que o município de Poços é caracterizado por sua extensa arborização urbana e, mesmo diante de tão expressivo número de espécies nas vias públicas, é mínima a ocorrência de quedas de árvores, “se levarmos em conta as condições climáticas adversas, comuns neste período do ano, com chuvas intensas e fortes vendavais”.

Segundo Paulo César, periodicamente a Secretaria promove a poda de equilíbrio e direcionamento das espécies em toda a cidade. Em cronograma recente, esses serviços foram executados ao longo da ciclovia na av. João Pinheiro, na av. Santo Antônio, no Parque José Afonso Junqueira, no Complexo Country Club e às margens da mata da Serra de São Domingos. “Nessas operações, que ocorrem também em outras áreas do município, são feitas a substituição de espécies diagnosticadas com propenso risco de queda ou que não apresentam boas condições fitossanitárias”, completou.

De janeiro a novembro de 2020 foram realizados 3.741 serviços de manutenção e intervenções necessárias em espécies vegetais em várias regiões

Com o objetivo de manter esse índice mínimo de queda de árvores a SMSP estuda unir os esforços, já feitos pela Divisão de Parques e Jardins junto com o Departamento de Meio Ambiente, a experiência de órgãos como a Defesa Civil e Corpo de Bombeiros. O grupo realizará diagnósticos individuais sobre a situação das árvores de grande porte, principalmente, em locais de maior circulação de pessoas e veículos. As espécies serão submetidas a testes mecânicos de resistência, diagnósticos fitossanitários e avaliação de riscos, afim de direcionar ações de prevenções.

Condições climáticas

As condições climáticas adversas têm promovido muitas ocorrências em todo o Sul de Minas. Em algumas cidades da região foram registrados transtornos causados por alagamentos, chuvas de granizo, vendavais que danificaram estruturas metálicas e promoveram quedas de árvores e galhos no ambiente urbano. Também em um único dia, em 1º de dezembro, na cidade de São Paulo houve 63 ocorrências envolvendo acidentes com árvores.

Aspecto visual

A árvore, que caiu na av. João Pinheiro, é uma Ficus Benjamina (Ficus), espécie extremamente resistente caracterizada por um sistema radicular expressivo que reduz muito a probabilidade de queda. Técnicos da SMSP, que estiveram no local do acidente, avaliaram que num diagnóstico visual a árvore apresentava sinais de boas condições fitossanitárias, com a copa extremamente saudável e troncos sem sinais de apodrecimento ou pragas. “A deficiência apresentou-se na base entre o tronco e as raízes na parte interna da árvore. Isso somado às condições climáticas adversas acarretou o infortúnio”, concluíram.

Telefone

(35) 3697-5000

Endereço

Avenida Francisco Salles, 343, Poços de Caldas - 37701-013

Funcionamento

09:00 às 18:00h de seg. a sex.

ÓRGÃO RESPONSÁVEL

Secretaria Municipal de Comunicação Social